Conexão / Connection

[For English scroll down]

Photo credit: Pedro Silva 

 

Quando ouvimos o nosso corpo e nos conectamos com a nossa essência, algo mágico acontece! Já sentiram isto alguma vez? Acontece muito durante uma prática de yoga ou durante uma sessão de meditação, mas quando acontece de repente durante o dia, quando paramos e percebemos que estamos aqui, estamos no nosso corpo, no momento presente… é mágico. Aí sim sabemos que as sementes que plantámos, que o rebento de que tão bem cuidámos está a florescer e a brotar.

A minha jornanda no yoga e na meditação começou há mais de 10 anos. Desde então que é uma constante na minha vida, e cada vez mais desde que comecei a ensinar. Se todos os dias são perfeitos e sinto essa conexão? Não, de todo. Durante este tempo tive momentos sombrios, momentos em que encontrar a luz foi difícil. Momentos em que me senti perdida, em que questionei tudo, em que quis partir e não voltar. Mas em todos estes momentos ou fases da vida menos boas, voltei a encontrar-me. Umas vezes mais rapidamente, outras em que demorou mais. E sempre no caminho de regresso aprendi algo que me fez evoluir, que me fez crescer. Que me fez olhar orgulhosamente para trás e perceber que não poderia ser a pessoa que sou hoje sem ter passado pelo que passei.

Acredito que tudo tem um propósito, e tudo acontece por uma razão e quando tem que acontecer. A vida já me mostrou várias vezes que é assim, e que quando acredito tudo se torna mais fácil. Quando abro mão de expectativas e entrego o desfecho ao Universo, tudo se torna mais fácil. Tudo acaba por fluir.

Este último ano foi talvez dos mais difíceis da minha vida. Passei por muita dor física, incerteza, muitas limitações, uma cirurgia bastante invasiva à anca, com a respectiva difícil recuperação, uma mudança de casa e de cidade, um projecto novo de yoga e meditação, tudo com duas crianças pequenas e um trabalho desgastante às costas. Sempre tive fé de que tudo ia correr bem, mesmo quando deixei de acreditar, havia sempre cá no fundo uma luz, por vezes difícil de encontrar. Olho para trás agora e sei que fui uma guerreira. E não é para me gabar, de que não sou mesmo dessas coisas. Mas fui! E continuo a ser! No meio de ainda muita dor e limitação física, continuo a levar a minha vida para a frente, porque sei por onde é o caminho. Sei que tudo o que me acontece tem algo para me ensinar. É nesta aceitação que encontramos a liberdade e que tudo faz sentido.

 

 

 

When we listen to our body and connect with our essence, something magical happens! Have you ever felt this in your life? It happens a lot during a yoga practice or during a meditation session, but when it happens suddenly during the day, when we stop and realize that we are here, we are in our body, in the present moment … it is magic. Then we know that the seeds we have planted, that the seed we so well cared for is blooming.

My journey on yoga and meditation began more than 10 years ago. Since then it has been a constant in my life, and even more since I began teaching. If every day is perfect and I feel that connection? NO! Not at all. During this time I had dark moments, moments when finding the light was difficult. Moments when I felt lost, in which I questioned everything and wanted to leave and not return. But in all these less good times of my life, I found myself again. A few times more quickly, others took longer. And I always learned something that made me evolve, that made me grow. That made me proudly look back and realize that I could not be the person I am today without having gone through what I went through.

I believe that everything has a purpose, and everything happens for a reason and when it has to happen. Life has shown me several times that it works like that, and that when I believe in it everything becomes easier. When I give up expectations and deliver the outcome to the Universe, everything becomes easier. Everything ends up flowing.

This last year was perhaps the most difficult of my life. I went through a lot of physical pain, uncertainty, many limitations, a very invasive surgery to the hip, with a difficult recovery, a change of house and city, a new project of yoga and meditation, all with two small children and an exhausting work. I always had faith that everything was going to be ok, even when I stopped believing, I knew there was always a light somewhere, sometimes difficult to find. I look back now and I know I was a warrior. And this is not to brag, I don’t really like to do it. But I was! And I still am! In the midst so much pain and physical limitations, I continue to move my life forward because I know where the path is. I know that everything that happens has something to teach me. It is in this acceptance that we find freedom and that everything makes sense.

 

 

[Foto por Pedro Silva]

You may also like

Leave a comment